rss search

Festas controlam área vip com impressora de etiquetas

line Festas controlam área vip com impressora de etiquetas

A impressora de etiquetas é responsável por criar as desejadas pulseiras

Com a impressora de etiquetas, empresários podem personalizar quase tudo em seus escritórios. Muito presente na logística para controle e rastreamentos de remessas com códigos de barras, o equipamento também conquista clientes na área de segurança. “Temos uma forma de visualizar rapidamente se determinada pessoa deveria ou não estar neste ambiente”, conta o segurança Robson de Souza, funcionário de uma maternidade em São Paulo.

“Ao fazerem o cadastro na recepção, o atendente usa uma impressora de etiquetas para criar pulseira do visitante. Como cada ala gera uma identificação diferente, fica mais fácil monitorar a movimentação dento do prédio”, ele completa.

Mesmo presente em hospitais e outros locais, a impressora de etiquetas faz realmente sucesso em festas e baladas ao criar as cobiçadas pulseirinhas das áreas reservadas. “Cara, é como se você nascesse de novo! Quando você anda pela pista com aquela pulseira, você se torna o objeto de desejo das mulheres. No mínimo, você se torna interessante ao ponto de elas de forma discreta tentem descobrir quem é você. E isso faz muito bem ao ego”, diz o estudante de direito Marcelo Ribeiro.

A impressora de etiquetas trabalha com uma tecnologia popular entre os equipamentos de pequeno porte deste tipo. “Normalmente, elas usam o calor para gerar a impressão. Isso varia dependendo do modelo. Um deles usa a cabeça de impressão como fonte de calor diretamente em um tipo de papel térmico mais sensível. A outra usa o calor para derreter um tipo de cera sólida presa em um rolo plástico. E com essa cera, se cria a imagem no papel adesivo”, explica o técnico de informática Manoel Mendes.

“Mantemos a impressora de etiquetas em uma área reservada na recepção, destinada aos nossos clientes mais especiais, que muitas vezes já tem um cartão personalizado aqui da casa. Eles não precisam pegar fila, e ao apresentarem o cartão e um documento de identificação, recebem a pulseira”, conta Paulinha Cieno, hostess de uma casa noturna paulista.

Outras casas utilizam a impressora de etiquetas para criar modelos diferentes de pulseira. “Temos diferente camarotes, em alguns, com comida e bebida especialmente selecionadas à disposição dos vips, Outros são mais simples, com menos mimos, então é uma forma de organizar o vai e vem dos frequentadores, e evitar confusões”, conta a promotora de festas Mariana Nakamura. E os clientes têm o mesmo ponto de vista dela. “Faço questão de reservar um camarote para ter mais comodidade e qualidade de serviço. Há garçons pra nos atender, os sofás pra bater um papo mais íntimo, e até para fechar a conta no fim da noite é mais fácil, basta estender o braço e mostrar o código de barras na pulseira”, diz o médico Rafael Cortez.

Tamanhas facilidades da impressora de etiquetas trazem satisfação para empresários e clientes, e a cada dia ela rompe novas barreiras e conquista novos adeptos. “Vários amigos passaram a usar em suas casas, as facilidades compensam de longe os custos”, finaliza Beto Cintra, dono de dois clubs em São Paulo.



Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>